sábado, junho 23, 2012

Junho, tempo de boas cerejas





Aqui ficam as cerejas do Sobral, para matar saudades!

7 comentários:

Anónimo disse...

Obrigado Mariita por voltar a dar-nos oportunidade de densenvolver as nossas lengalengas. A cereja é um fruto que Deus nos deu com uma intenção, dizia o Padre Patrocínio, Professor, no Seminário da Guarda, quando por lá andei: melhorar a nossa inteligência. Justificava ele que por ter muito ferro talvez mais qualquer coisa fazia bem ao nosso cérebro. Talvez por isso haja tanta inteligência na nossa região. Eu reconheço que esta se está a transformar numa região inteligente e falei sobre isso numa das minhas últimas intervenções públicas, se não por força das cerejas, por forças das suas instituições. Concluo que bem precisamos de ser inteligentes para sobreviver dada a perseguição atroz que os malandros de outras regiões nos movem.
asp

virgilio neves disse...

Asp,li ontem um livrinho sobre a vida de S.Tomás de Aquino,que foi o maior Doutor da Igreja.O padre Patrocínio devia ter razão e eu concluo que na região de Aquino(entre Roma e Nápoles)onde viveu e morreu este Santo,Deus deve ter plantado grandes cerejais.

Anónimo disse...

Caro Virgílio,
Eu ando a ler e a reler Frei Heitor Pinto, um dos beirões inteligentes, talvez o maior, e demonstro em livro que estou a ultimar que ele leu quase tudo o que antes dele se publicou. Comam cerejas que fazem bem e que frei Heitor tambem comia. A minha mãe, que Deus guarde, fazia delas passas para eu me entreter Verão adentro.

Anónimo disse...

Tenho para mim que a cerejeira é uma das árvores mais belas,seja à floração seja na fase de maturação.
Os barros do Cabeço do Sobral e da Foz da Jasteira e Porsim davam ,se bem cultivados,belos pomares de cerejeiras.
fs

Anónimo disse...

Sábio, Francisco, estimado amigo, lavrador urbano como eu. Deixei perder na Giesteira e na Foz da Giesteira duas cerejeiras de cerejas brancas ou cor de ouro quando bem maduras, que se dão bem na nossa terra, embora tenham mais baixo teor ferro, creio e não constam no rol acima. Eu tenho uma pena imensa de não poder passar mais tempo na nossa terra sobretudo por causa desta calamidade que é deixar morrer uma árvore. Dizia meu avô Ramos que para produzirem bem e serem felizes as árvores de fruto precisam de trato permanente como os animais o que descubro agora me parece ser verdade.
asp

Anónimo disse...

Amigo ASP.
A informação que recebi é de que a primeira cerejeira branca enxertada no Sobral pelo senhor Cristiano Pacheco (já falecido) sendo os garfos provenientes do Souto da Casa.
Depois, espalhou-se pelo Sobral e meu falecido pai reproduziu várias árvores também. Sei que ainda há cerejeiras brancas no Sobral.
Este ano ,comi cerejas desta variedade e provenientes de Caria.
fs

Anónimo disse...

Obrigada Mariita.
Foi um belo momento! Continuas com imaginação!És uma delícia!
Não me canso de olhar as tuas cerejas e de pensar que com um pequeno gesto de partilha enterneceste tantos corações.
E
As cerejas,
São redondas, são pequenas
Doces beijos de criança
São regalos, são poemas
De prová-las, quem se cansa?

Beijinhos
Maria Ideias