quarta-feira, janeiro 25, 2012

Contrariando a Natureza

Quando o cabrito insiste em continuar a mamar o leite em vez de comer a erva...

...barbilho...

...também ficaria bem em alguns dos nossos politicos!!! Para o caso de algum ler o nosso blog ficam umas fotos!!!

28 comentários:

Anónimo disse...

Bem podiam fazer, como alguns políticos e apostar na imagem. Antes da fotografia deviam tirar o barbilho ao chibinho ou chibinha que a pose não dá para ver. Para comparar a alguns políticos, reoito, apenas há alguns, porque políticos devemos ser todos nós, ponham um bode velho de focinho "arreganhado".

Anónimo disse...

Este texto anterior saiu um perfeito lixo político, cheio de gralhas, reoito em vez de repito e a em vez de há

Anónimo disse...

Este poema não é a um cabrito, mas a um cordeiro. Vai dar no mesmo.

A cena é muda e breve:
Num lameiro,
Um cordeiro
A pastar ao de leve.

Embevecida,
A mãe ovelha deixa de remoer
E a vida
Pára também, a ver.

MIGUEL TORGA

Anónimo disse...

A respeito de riquezas suspeitas, a imagem faz-me lembrar o seguinte ditado popular:

Quem cabritos vende e cabras não tem, de algum lado lhe vem ...

Anónimo disse...

Ditado popular? Nunca ouvi falar de tal ditado, nem quando vivi no Sobral nem em qualquer outra parte de portugal por onde passei.

Anónimo disse...

Oh Caro conterrâneo:
Hoje em dia ninguém inventa nada. E também é fácil resolver as dívidas!
Basta ir ao google e colocar entre asteriscos "quem cabritos vende e cabras não tem". Terá a resposta imediata, de diversas fontes.

VIRGILIO NEVES disse...

BARBILHO...PALAVRINHA MUITO ENGRAÇADA.EU fiz alguns para os meus cabritinhos.
E tresgas ou tresgadouras,alguém ainda sabe o que é/era? Vi nas cabradas do Sobral algumas que eram mini obras de arte.Perguntem aos pastores.Se não descobrirem a resposta eu digo o que era e para que servia atresgadoura... pelo menos foi o nome que eu aprendi!...Quem souber pode dizer.Vou dar uns dias.

Serranita disse...

Quanto ao ditado dos cabritos, não existe uma versão com ovos em vez de cabritos e galinhas em vez de cabras? Vai dar ao mesmo!
Anónimo, não sei se foi trocadilho ou lapso, mas se o Google resolvesse as dívidas é que era!
Virgilio, fico a aguardar.

Anónimo disse...

Eu bem digo que o nosso Virgílio Neves,o mais sábio peregrino de nós, é o nosso Fernão Mendes Pinto. Neste mistério, que nos põe, parece-me resolver-se com a consideração da oscilação das palavras entre o nosso criativo povo, ele quer dizer, em vez de tresgas, tergas, e então os dicionários já nos ajudam e nos dizem de alguma cobertura para as costas ou também para as tetas dos animais. Creio ser este o caso. Todavia, esta é apenas uma dedução de quem está habituado a fazê-las mesmo para textos antigos. Honestamente, não me lembro de ter visto cabras com elas.

Anónimo disse...

Ou seria aquela peça de cortiça, avental para os bodes, e não digo mais, que arrepia, e a discrição fica bem em toda a parte.

virgilio neves disse...

Tresgadoura ou tresgas,sim. Os pastores do Sobral sabem o que é!
Antes de por um chocalho ou campainha ao pescoço de uma cabra(ovelhas não usam disso)precisava de fazer uma tresga.Temos já metade da solução do enigma.
o resto nem no dicionário sobralense que é verbal mas não virtual.

Anónimo disse...

Pois é, meu caro Virgílio, bem podem andar os nossos amigos pelo dicionário, adiante e atrás, se a estes jogos não forem habituados. Na nossa terra, diz-se tresgas, noutras trasgas, em algumas tresgadouro em outras trasgueiro. Mas mesmo estas podem ter origem na mesma palavra em que teve origem a palavra targe francesa e ter a ver com tarja e com trajo e, obviamente, concordo com o que se diz acima a origem ser terga, feminino de tergo com origem remota no latim tergum que significa couro.
asp

virgilio neves disse...

Já tínhamos:- pescoço de cabra e chocalho.Agora temos mais a "tarja" ou faixa de couro ou cabedal, continuemos... o que será a tresga/doira? Qual a função dela? Onde se coloca?

Mina disse...

Gil,
Estou curiosa de saber a resposta.
Mas se bem me lembro, era uma aplicação na tal faixa de couro do chocalho ou campainha feita de madeira em forma de "guitarra". Não sei se estou certa, mas lembro-me de tu em criança me falares dessa peça engraçada e me dizias que aquela cabra tem uma guitarrita no pescoço.

famel disse...

Eu arrisco-me a dizer que serve para cobrir outras partes "baixas" do chibo evitando que o chibo cubra as cabras. Ah e é feito de couro!!!

famel disse...

Esse ditado é estranho, mas neste caso não se aplica, a mãe da tchebinha também ali andava, é uma pomba alva cornuda e dá leite que se farta. Queira Deus que a filha saia à mãe!!!

Anónimo disse...

O Virgílio lançou o mistério da dita peça, tresgas/trasgas ou tresgadouras/trasgadouras, "pequenas obras de arte". Só pode ser a pequena peça de madeira trabalhada pelos persistentes canivetes/navalhas dos pastores que fecham a coleira de couro de onde pende o cocalho/campainha. Creio que a Mina acertou. Agora compete a ele desvendar todo o mistério, mas ele de vez em quando desaparece.
asp

virgilio neves disse...

ANDO rondando por aqui.É isso mesmo,asp e Mina.Já me pouparam a explicação que me parecia um pouco difícil,mas já está. Não sei se ainda haverá alguma coleira com tresgas ou se usam algumas fivelas a substituí-las.

Anónimo disse...

Confesso que não sabia o nome dessas engenhosas peças de arte ,nos rebanhos de cabras.Recordo-me bem delas em rebanhos no Sobral, nas Cortes do Meio e nos Trigais.
Para quem puder acompanhar a Festa dos Chocalhos promovida pela Câmara Municipal do Fundão poderá reviver estas curiosidades.
fs

Anónimo disse...

O Museu de Lanifícios da UBI tem estado na Festa dos Chocalhos, de que há versões em outras partes do mundo, designadamente na Suíça, e com alguma opulência, mostrando os significados vários, pelo me que me foi dito. Não quero substituir a Câmara do Fundão, nem há dinheiro para grandes realizações, mas não seria disparate pôr chocalhos de todo o Mundo a tocar na nossa Cova da Beira por alguns dias.
asp

Anónimo disse...

Onde digo "tocar", devia dizer "badalar" ou chocalhar ou tilintar etc.
asp

Anónimo disse...

Caro Virgílio,
Na investigação bibliográfica que estou a fazer para o primeiro n.º da Revista Digital do Museu de Lanifícios da UBI, encontrei outra designação para a dita peça: "cágueda". E há informação mais extensa a propósito em D. Sebastião Pessanha,(1951). Fechos das coleiras do gado na Beira-Baixa e no Alentejo. Porto: Tip. Imp. Portuguesa. Consta na BNP.
Dado o simbolismo das mesmas, vou considerar fazer uma colecção delas no Museu. Há um blogue que já tratou o assunto e tem imagens.
http://dotempodaoutrasenhora.blogspot.com/2010/02/caguedas.html
asp

viegilio neves disse...

asp.Talvez ainda saiba fazer um exemplar para oferecer à colecção.

Anónimo disse...

Heide indagar se já temos alguma peça. Se não tivermos, a tua até pode ser a primeira.
asp

WWW.MERCADOZETS.COM.BR disse...

MELHOR SITE DE VENDAS http://www.mercadozets.com.br/

VENDE DE TUDO

CHOCALHO
...
http://www.mercadozets.com.br/ListaProdutos.asp?texto=chocalho&IDCategoria=110

BEBÊ INFANTIL
http://www.mercadozets.com.br/ListaProdutos.asp?idCategoria=110

VENDE DE TUDO TEM BERÇO ELETRONICOS CELULARES TV NOTEBOOK COMPUTADOR ACESSORIOS PARA CARROS BRINQUEDOS ARTIGOS INFANTIS E MUITO MAIS

virgilio neves disse...

Amigos do MERCADOZETS,os chocalhos a que a gente se refere É PARA BOTAR NO PESCOÇO DAS CABRAS E VACAS,Para o pastor saber onde param os bichos e não só! O que vocês chamam de chocalho no Brasil,para nós e guizo.

Anónimo disse...

O que aquele precisam é de uma cágueda, palavra que desperta a minha curiosidade e que para já filio em Clave(m), chave, chavelha etc. Afinal, o latim sempre ajuda.
asp

Anónimo disse...

http://achatcialisgenerique.lo.gs/ cialis
http://commandercialisfer.lo.gs/ cialis
http://prezzocialisgenericoit.net/ vendita cialis
http://preciocialisgenericoespana.net/ cialis