segunda-feira, novembro 10, 2008

Directamente de França

O Natal já começa a ocupar os nossos pensamentos...
Agora que as manhãs já estão bem geladas, já começamos a comer as castanhas assadas e a acender as lareiras, começamos também a pensar nas decorações desta quadra que se quer com muito brilho!
E ainda bem que os nossos leitores estão atentos ao blogue e continuam a partilhar connosco belas imagens.
Hoje mostramos as fotos de decorações de Natal da loja onde trabalha a nossa leitora Paula Ferreira. A Paula é uma das muitas Sobralenses que neste momento reside no estrangeiro, vive em França e trabalha numa loja cheia de decorações muito giras. Ficam então algumas fotos para dar umas ideias para as nossas decorações.








































Fotos enviadas pela nossa leitora Paula Ferreira

8 comentários:

Anónimo disse...

Adoro decorações de natal, presépios, luzinhas, cheiro a lareira! Bolo Rei! Já cheira a Natal no Sobral?

celia disse...

eu quero uma arvore de natal........... ;)

dcd disse...

eu quero um das meia da 3a foto cheia de prendas, sao maiores do que na 5a foto. Obrigado, merci Paula.....

Anónimo disse...

Eu adoro a 1ª foto. Tudo tem um ar brilhante e fofinho. O Natal é uma época adorável.

naifas disse...

Grande loja isso é é só loja de decorações de Natal? É em Paris?

Anónimo disse...

Natal
Não é das épocas que gosto mais!...
Mesmo assim, como tenho dois netos, sendo que um, o Victor é um louco por tudo o que diz respeito ao Natal, incluíndo procura dos seus brinquedos preferidos, empenho-me, com ele, nesta procura.
O João ainda não fez um ano, e, como tal, ainda lhe passa um pouco ao lado.
Quando o Natal é na minha casa não há tanto brilho como na casa do Vitor, meu filho.
Há, penso eu, boa comida e bebiba, prendas para os miúdos, mas luzes, brilhos,... não.
Mas gostei do que me foi dado observar.
Maria Ideias

fétera disse...

Natal é sinónimo de frio de cortar as mãos e o nariz a congelar. É sinónimo de céu estrelado e luzes a piscar.
Era sinónimo de teatros no salão, janeiras e missa do galo havia?
E se repararem na disposição da nossa bela aldeia, ela é um autêntico presépio, portanto o Natal tem mesmo que ser no Sobral, se não, não tem sabor a Natal.

Anónimo disse...

Concordo contigo, Fétera.
Também eu cantei as janeiras, muitas vezes e, para mim, o Natal é mais isso..., do que o fausto de agora. É evidente que não fico chocada com o consumismo de agora, acho que é fruto dos tempos que vivemos. E, ainda bem que é assim.
O meu Natal, quando menina, era muitas vezes uma laranja e ainda a dava ao Menino Jesus quando o ia beijar na missa (na altura, Padre Pedro)
Maria IdeiaS