segunda-feira, fevereiro 16, 2009

Actividades Alternativas

E porque não na próxima visita ao Sobral um passeio pelos montes para ver as gravuras que os nossos antepassados "desenharam" nas rochas? A nossa zona é muito rica em vestigios de Arte Rupestre e no Sobral especificamente, há muitas gravuras que podem ser vistas.
Desde as mais remotas às mais recentes, a Serra do Açôr está pejada delas e a construção dos parques eólicos levou a que felizmente se descubrissem outras mais e de variadas formas.
Podem também visitar os centros de Interpretação de Arte Rupestre existentes em Vide e nos Chães D'égua, podendo de esta forma absorver um melhor conhecimento cientifico das mesmas.
Irão ficar surpreendidos com as gravuras lindissimas que há no Açôr.
Deixo-vos três exemplos de gravuras localizadas em três pontos diferentes da nossa aldeia.
Nos limites com a Teixeira existe uma das gravuras que pessoalmente acho bastante enigmática. Foi descoberta no decorrer da construção do Parque Eólico das Pedras Lavradas

Nos limites com Casegas um habitante da nossa aldeia vizinha chamado Luciano, descobriu esta e muitas mais gravuras na zona do Cadaval, Vale da Piçarra, Casegas, Trigais e Erada. Começou como simples curioso mas já leva no curriculo muitas descobertas

E por fim uma gravura que o meu pai me deu a descobrir (como tantas outras gravuras) no Sobral


São apenas três exemplos das muitas gravuras magnificas que vos reportarão para o passado

7 comentários:

célia disse...

Espetacular, ainda há uns fins de semana atras fui para a serra ver alguns deste vestigios. posso dizer que vim de lá cheia de energia apesar dos quilometros percorridos

Anónimo disse...

Sabes, famel, de repente fiquei "loura". Não consgeuia comentar. Teve que vir ao meu gabinete o técnico ensinar-me.
Que esplêndidas gravuras tu nos mostras.
Gostava mesmo muito de fazer este passeio e ver ao vivo estas maravilhas. Conheço muito bem toda esta zona, mas nunca, também por ignorância, me debrucei sobre este assunto.
Pode ser, que no futuro,depois de ter visto estas fotografias, ainda me possa dar a esse luxo.
Maria Ideias

Anónimo disse...

Já fui ver algumas destas gravuras com a Famel e são realmente muito giras. Quando fomos à caminhada das aguaceiras também vimos muitas gravuras nas cumeadas do açôr. É outra das riquezas do nosso Sobral.

Anónimo disse...

Alguem sabe explicar a origem, significado e idade destas gravuras

Serranita disse...

Gosto sempre de rever estas gravuras. E também me lembro sempre do mistério (já resolvido) das três pocinhas na rocha:)
famel, não tinhamos em rascunho um post mais detalhado sobre as gravuras (que podia responder ao anónimo anterior), da altura das jornadas culturais? Tenho essa idéia.Ou eram os meus apontamentos que acabaram por ficar no papel...

famel disse...

Cheguei a pensar que tinhamos feito essa postagem, mas em consulta ao arquivo percebi que não o fizemos.
Penso que ficou pelo papel. De qualquer forma peço ao anónimo que me envie um email e para poder tentar ajudá-lo a esclarecer as suas duvidas.

Mariita disse...

Há que construir um itinerário para a malta que não conhece os caminhos. Mesmo conhecendo, há sítios que Já nos vão "escapando"...