quinta-feira, novembro 02, 2006

uhhhhhhhhh

O halloween é uma tradição americana não é? Então o que fazem estas "bruxinhas" no Sobral???
Havia uma maltinha a quem não escapava nada...estas fotos já têm uns bons anos, mas refletem a criatividade que, como sempre, houve nestas cabecinhas sobralenses.
Ao longo do mês de Outubro desapareciam por magia, algumas botelhas dos quintais uhhh botelhas estas que só voltavam a aparecer espalhadas pelas ruas do Sobral na noite dos santos e nestas ricas figuras!



Apesar de não ter nada a ver com tradições portuguesas, era um excelente divertimento nessa noite, e mais divertido ainda era ver a cara de algumas pessoas que ficavam "especadas" a olhar e sem perceber nada...lindoooooooooooooooooo!!!!!!!!!!

13 comentários:

Mariita disse...

Será que é mesmo Americana?
Bom, já na minha infância, se brincava com as botelhas, dando-lhes formas cadavéricas, espetando-as no cimo de um pau, vestindo-as com roupa negra e enfeitando-as por dentro com velas acesas. Depois, era andar pela rua a assustar quem era mais “medricas”!
Também se colocavam nas nossas janelas, ou nas da vizinhança. Neste caso, fazia-se barulho ou atiravam-se umas pedritas, para que a vizinha abrisse a janela e apanhasse um valente susto!
Ora esta tradição, dizia a minha avó Ana – que morreu com mais de 90 anos e já lá vão 30 - tinha a ver com as bruxas, e também já os(as) mais espevitados(as) do tempo dela a faziam, sempre o mais escondidos possível para não se saber quem tinha roubado as botelhas ou quem as tinha posto nas janelas.
Os que andavam com as botelhas na rua, tapavam a cara como podiam para não serem reconhecidos. O que, convenhamos, não era difícil… pelas 7 h. é (era) noite e, sem luz alguma na rua, tudo era pardo!
Por isso, me admiro quando dizes que as pessoas ficavam "especadas" sem perceber nada! Será que houve um hiato entre gerações?
Porque, para mim, algum Sobralense terá mas é emigrado para a América, levou a tradição, deu-lhe depois as devidas adaptações ao continente em causa e lá ficou a noite de halloween! Quem sabe!?
Seja como for, as fotos estão muito giras, parabéns!

Serranita disse...

É mais uma Americanice, mas já começa a ser muito usada por cá.
Imagino a cara dos donos das abóboras ao vê-las aparecer(disfarçadas) tão misteriosamente como desapareceram!E a desconfiar de qq tipo de bruxaria!

Serranita disse...

Oops, eu e a mariita comentámos ao mesmo tempo...Afinal no Sobral já se brincava ao hallowen há muitos anos atrás...
Acabei por ir tentar saber mais sobre esta data em
http://pt.wikipedia.org/wiki/Dia_das_bruxas

xe disse...

pois é pois é..... tambem ja participeis nestas bricadeiras engraçadas... foi pena k ao fim do trabalho k o meu grupo teve adarem uns "palhaços" a destruir todo o nosso trabalho!!!! isto tudo por mal de inveja..... mas o k interessa nesta historia é k nos divertimos bastante!!!! o pior é ao fim quando temos de tirar das maos as mancha botelhas!!!! :)

Mariita disse...

Ora lá está... na Península Ibérica não andaram os Celtas?
Quantos terão andando pelo Sobral?
Obrigado serranita pela "pista".

mf disse...

poie é os Celtas são todos os silvas que disfarsçaram o nome

consciencia disse...

Cabeças de botelha!!!
hallowen !hallowen! hallowen!
sendes mesmo cabeças de botelha
esta caguada é comercial ideia dos camons
que recuperão velhos ritos para rapinar os vossos troquitos e para vos atordoar ==ééééééé tudo bem §@§ééééé== cabeças de botelha!
PAI NATAL!, DIA DOS NAMORADOS!!, DIA DA MãE!!!, DIA DO PAI,!!!! DIA DOS AVOS, !!!!! DIA DOS TOMATES,!!!!!! O DIA éTODOS OS DIAS .
Não sejas ovelha.
sai do penssamento unico cabeças de botelha.......

Anónimo disse...

que fixe ver isto ainda me lembro estar a fazer os olhinhos nas botelhas

Asno disse...

Em portugal chama-se dia de "pedir pão por deus"

À Manjedoura disse...

Ao esculpir uma abóbora, nunca a prefure na totalidade, pois irá obter uma luz "morta" e ténue.
Exprimente prefurar de forma cónica ou prismática com pquenas incisões em viés, sem furar na totalidade o fruto, verá que obterá feixes de luz mais vivos, derivado à propriedade fluorescente que este fruto tem.
Trocando por miúdos, desenhe a casca exterior, corte-a e vá escavando, mas nunca perfure na totalidade, deixe sempre um pouco de fruto, de seguida, consoante a utilização, coloque no interior um vela, uma lanterna a pilhas, ou uma "gambiarra". Para além das "carantonhas", também pode fazer galeras, moínhos com escadinhas e caravela, cabanas da floresta com telhados de folhas e janelinhas, etc.

À Manjedoura disse...

Lembro-me que nesta altura o "atumnespereira" fazia estas carantonhas...encavalitava-me às "coulchetas" dele e segurava a abóbora com a vela, depois embrulhava-mo-nos em toldes das azeitonas e lá íamos nós assustar velhos e novos. Tal dodêra lol

aspirine disse...

à manjedoura, sim senhor estou abismado com os teus conhecimentos de perfurar abóboras, tens uns termos tecnicos que vai la´vai.

atumnespereira disse...

Uma coisa é a tradiçao americana, que concentra as celebraçoes numa noite outra era a portuguesa que o fazia nesta época. Já a minha mae fazia caretas de abóbora e algumas vezes até le punha o gazómetro dentro. foi com ela que aprendi a escavar as abóboras. Claro que no tempo dela era mais engraçado. nao havia iluminaçao pública. mas no meu tempo, sempre descobrí lugares escuros para colocar algumas abóboras. A minha mae, fala do susto que em criança apanhou, quando estava uma noite a fazer serao e vêm entrar pela porta uma alma do outro mundo. Afinal, era o ti Joao Cantigas embrulhado num lençol, com uns dentes de cebola e a segurar uma bacia com aguardente a arder o que lhe dava um ar cadavérico.
Pedir pao por deus, é uma tradiçao que se mantem nalgumas regioes de portugal e que é parecido com o que fazem os miudos americanos. No fundo, a raiz destas tradiçoes é comum mas desenvolveu-se de formas diferentes nos dois lados do atlantico. Agora o que está a acontecer é que abandonadas as nossas tradiçoes rurais estamos dispostos a aceitar tudo o que o marqueting poderoso do "eixo do Bém" nos quer impor.