sábado, setembro 02, 2006

Resposta 1 ao desafio - Para os olhos


Por Sobralfilho

Nos meus tempos de puto, no Sobral havia 3 eiras públicas, na Portela, na Eira (no terreno onde foram construídas as Escolas) e na Laje (perto da praia fluvial).

Em Julho, malhava-se o centeio. Os ciscos, as praganas, andavam no ar movidas pelo vento e muitas as vezes entravam para os olhos e era uma chatice… Magoavam e incomodavam bastante. Então, alguém mais paciente e habilidoso com uma ponta do lenço torcida e ligeiramente humedecida com cuspo, ou água tentava tirar o cisco ou a pragana e quando não resultava… socorriam-se da “pedra areeira”.

Ora, a “Pedra areeira” é um fragmento de concha que de milhares de vezes atirada pelas marés conta as rochas ou roçando na areia da praia fica perfeitamente polida. Penso que não havia casa no Sobral que não tivesse uma bolsinha com alguma dessas pedrinhas que eram guardadas religiosamente.

Então, quando se justificava a sua necessidade metia-se entre a pálpebra e a superfície ocular uma dessas pedrinhas que dava a volta ao olho e alguns segundos depois saia com o cisco/pragana agarrado a ela. Eu próprio fui alvo desse tratamento sem dor.

Tenho curiosidade em saber se nas Terras, nossas vizinhas, também usavam o mesmo método. E como terá este conhecimento chegado ao Sobral, estando este longe do mar? Será que foi influência da Estrada do Sal?

Ainda, para os olhos:

A água fervida dos rebentos (muito pequeninos) das rosas depois de secos é utilizada na lavagem dos olhos no caso de inflamações. (Meu avô dizia que só eram validas as rosas da Alexandria, mas na verdade qualquer tipo de rosa serve desde que seja da roseira que tem espinhos). Todos ano renovo o meu saquinho desses rebentos secos.

8 comentários:

ceolino disse...

Não sou Beirão, sou Minhoto e recorda-me perfeitamente da agua de rosas que minha avó utilizava, muitas vezes diariamente, para limpar a vista.
Ela propria tinha o seu roseiral que cuidava religiosamente mas recordo tb que não seria qq tipo de rosa que servia.
Da 'pedra areeira' não tenho qualquer, memória, mas julgo que tb fosse conhecida.

Sobralfilho disse...

Bem!… Sei que ficarei com as mesmas dúvidas.
Para além do amigo Ceolino, minhoto e solidário, somente o silêncio.
Nem os amigos “in” nem os amigos out” disseram nada. Falta de interesse ou de saber (?)
Ainda assim, em termos futebolísticos, temos: Sobral - 1 (um) Terras Vizinhas - 0 (zero)

famel disse...

a agua das malvas n servia tb p os olhos?

atumnespereira disse...

Em Casegas também se utilizavam esses pedaços de concha para retirar os ciscos dos olhos. Chamavam-se pedras argueirinhas, e recordo-me de no guarda loiça da minha avó estarem guardadas umas tantas dentro de um copo de vidro. E recordo-me de nos finais dos anos sessenta ter andado com a minha irma, na preia da Figueira da Foz à procura de pedras argueirinhas para levar para casa. Ví uma vez o meu pai a colocar uma para tirar um cisco.

VIRGILIO NEVES disse...

Realmente Sobralfilho, tens razão, o pessoal está meio acomodado...
no entanto eu pessoalmente nunca ouvi falar da pedra areeira.Achei curioso.
As pedras de que eu me lembro era da que afiava(aguçava) as roçadoiras, a pedra ferrenha para desincardir e lixar as mãos ou os pés sujos e ainda a pedra (rebolo)que se metia nos ninhos das galinhas para induzi-las a botar mais ovos. ...E ainda das pedras dos isqueiros que o m/ pai vendia e também das pedras dos tornadouros para atalhar a água das levadas.
E para acabar as pedras com que parti e me partiram a cabeça.

ceolino disse...

Aós alguma pesquisa familiar tb descobri atravéz dos mais antigos, a utilização de pequenas conchas polidas para retirar pequenos ciscos dos olhos. Eram recolhidas no nosso caso junto á praia de Moledo do Minho. Tb na zona da Vieira Pedrógão e S. Pedro de Moel, zona costeira, que conheço por lá passar alguns dias ao longo do ano houve quem me confirma-se essa tecnica de retirar o cisco.

teresanibal disse...

eu já ó tempo que aqui não venho,mas também conheci as pedras p'ra tirar os ciscos das vistas tb conheço as rosas(botões) da alexandria,a nha mãe tem sempre lá em casa.Se alguem andar com os olhos remelados, vá lá pedir-lhas.As malvas,famel, eram para quem tinha imorroidal,coziam-se bem e depois tomavam-se banhos de assento.Por isso se diz«vai lavar o cu com água de malvas»

teresanibal disse...

A erva das sete sangrias era para os equizemas.A água de ortigas e os pincaros de cereja p'rós rins e bexiga.Raiz das ortigas era para as dores de estomago.Os bredos p'á diarreia.Os vapores da cosedura de folhas de eucalipto e carochas de pinheiro p'rá tosse convulsa.P´ra tirar o cobrão,era uma pomada feita com cinzas de palhas alhas misturado com óleo que os de grãos de trigo esmagado num ferro quente deitam.O teu pai famel, já esmagou alguns,pergunta-lhe.por agora já chega se não tou aqui toda a noite